Advogado Previdenciário em Sulina – Paraná

Advogado Previdenciário em Sulina – Paraná

Aprender quando é preciso decidir por um advogado é uma das maiores dúvidas no imaginário das pessoas, a maior parte das pessoas não está habituada com os processos da Justiça e por isso terminam reféns dessas questões, por isso, estudar mais sempre é o melhor a se fazer.

A advocacia ainda, como outras profissões tem bons e maus profissionais, o foco na hora de fazer a contratação é o que garante segurança ao cliente nesse momento.

Praticidade, segurança, além de um serviço de qualidade são as competências esperadas por todos vindas desses profissionais. Pensando nisso, elaboramos esse artigo para falar um pouco mais sobre como e quando contratar um advogado.

Onde e como procurar

O primeiro ato para contratar um bom jurista em Sulina – Paraná é saber se você necessita de fato do serviço de um, e de quais serviços são especificamente necessários. Além de existirem áreas extensas no Direito como Trabalhista, Penal, Previdenciário, Cível e etc, até em processos previdenciários, existem diversos conteúdos a se conhecer.

Na maior parte dos casos, o cliente opta pelo advogado, com base em indicações de pessoas próximas que tenham usado do serviço. Todavia, a busca compromissada, se valendo de todos os meios possíveis (incluindo a internet) é a forma mais garantida de garantir um bom andamento processual.

A internet gera tranquilidade adicional, com o implemento do processo judicial eletrônico, somado a expansão do uso da internet, pesquisas ligadas a advogados e escritórios ficaram cada vez mais recorrentes. Vários profissionais também já realizam atendimentos e consultas unicamente pela internet.

Tanto a proposição de processos como a consulta e a satisfação de prazos advocatícios é hoje feito pela internet, por conseguinte é importante também descobrir se o advogado da situação está acostumado a essa nova realidade.

Especialização

Como dito anteriormente, a advocacia possui um complexo campo de atuação, existindo várias especializações possíveis aos advogados. A atenção de buscar um advogado especialista na causa, pode ser o diferencial, para fazer frente a uma Justiça que diariamente reconhece menos as demandas dos trabalhadores.

Um advogado que não é especializado, não é necessariamente completamente incapaz para dar andamento no seu processo, muitos advogados mesmo que não especializados podem realizar um bom trabalho. O ponto principal a ser considerado é o quão seguro você deseja estar de que sua causa está em boas mãos, e o máximo de segurança é buscar o profissional especialista.

O especialista previdenciário, vai se debruçar e entender especificamente, todas as nuances sobre questões como: aposentadoria, auxílio doença, auxílio acidente, pensão por morte, LOAS e etc. Esses profissionais, após a prática reiterada na advocacia desse campo, assim como do conhecimento específico dos procedimentos que envolvem tanto o espaço administrativo quando do âmbito judicial para solicitação de benefícios, fogem de erros e asseguram uma maior facilidade na solicitação.

Referências e Segurança

Antes de procurar a ajuda de um profissional especializado, é importante ver informações em relação a boa reputação de seu escritório e do histórico da sua atividade profissional, para isso, há ferramentas mesmo online com esse histórico de processos ou de comentários e opiniões (como o Google Meu Negócio), podem ser bastante úteis.

Existem outras páginas práticos como o JusBrasil, a própria webpage da OAB (para verificar sobre a situação da carteira do profissional), fora a consulta a clientes anteriores e solicitação de esclarecimento ao próprio escritório a respeito da prática jurídica.

Em mãos com o número da OAB do advogado, também dá para consultar seus registros na página do Cadastro Nacional dos Advogados (CNA) e, ainda é possível consultar mesmo sem ter o número, usando o nome completo do profissional, resultando no acesso a informações básicas e regularidade do mesmo com a Ordem (questão necessária para desempenho legal da profissão).

O site próprio do advogado (quando existe) também serve para verificar atuação, histórico de clientes, meios de contato, artigos e matérias publicadas, áreas de atuação e questões relacionadas.

Disponibilidade

O período no qual procuramos a Justiça, é comumente uma situação complicada, o processo judicial, principalmente na área previdenciária, acontece num estágio de maior fragilidade do trabalhador onde o mesmo busca apoio da Previdência para sua segurança e de sua família.

Nesse momento, o que o trabalhador espera é conseguir respostas eficientes e sentir segurança passada do profissional, nesse intuito é preciso uma considerável dedicação vinda do profissional ao caso, como um bom trabalho junto ao cliente tirando dúvidas que possam surgir. Dessa forma o primeiro contato é um momento mais que especial.

A rotina dos advogados é muito corrida, portanto arrumação é uma questão importante, todos os escritórios grandes ou pequenos devem amplamente utilizar de ferramentas e terem funcionários em específico para tratar nessa organização, de forma a realizar as atividades jurídicas sem falhas, assim como cumprimento dos prazos, comparecimento em audiências, atendimentos e outros protocolos.

Como posto acima, nesses termos a internet também funciona muito bem, ferramentas como ADVbox para organização interna, e as próprias redes sociais para contato conseguem ser uma mão na roda no dia a dia desses profissionais e na vida dos clientes.

Conclusão

Perceber no advogado, aspectos como honestidade e transparência, é o jeito mais fácil para fugir de irresponsáveis e/ou aproveitadores. Propostas mirabolantes como “isso é causa ganha” já denotam a falta de compromisso do advogado com sua profissão e com o cliente, dado que as decisões são apresentadas por juízes e não pelos advogados, não tendo portanto nenhum processo que possa ser considerado como “100% ganho”.

Por isso ao contato o advogado deve ser o mais claro possível, sempre esclarecendo ao cliente tudo que pode ocorrer no seu processo, e as hipóteses de provimento ou não da ação (visto que o não provimento é sempre uma possibilidade), ser claro portanto significa ser honesto para com o cliente.

Também é importante que fique claro quais são os custos cobrados em relação a ação, como quais são possíveis demais custos não previstos, além dos riscos possíveis da demanda. Aproveite para se inscrever no nosso canal.

Caso queira saber mais sobre o processo de aposentadoria, recomendamos a leitura do nosso blog, que pode ser acessado clicando aqui.

Ficou com alguma dúvida? fale conosco através do whatsapp clicando na imagem abaixo, ou através do nosso formulário de contato clicando aqui:Entrar em contato advogado

Abrir chat
1
Precisa de ajuda?
Se tiver qualquer dúvida estou por aqui!
Powered by

DEIXE DE SER ENGANADO. Receba

GRATUITAMENTE 

informações sobre seus direitos.