Vitorio Netto Advocacia | Marca
Como pedir aposentadoria por invalidez

Como pedir aposentadoria por invalidez

Hoje vamos tratar sobre o pedido da aposentadoria por invalidez. Antes de tudo, é importante conceituar este benefício do INSS, que é recebido pelo trabalhador em decorrência da incapacidade da pessoa para o trabalho, sem que exista a possibilidade da reabilitação para o exercício do trabalho que lhe garanta a sua subsistência ou em qualquer outra profissão. Se o trabalhador não pode mais trabalhar na profissão que habitualmente exercia e está impossibilitado para a reabilitação, preenchendo os demais requisitos legais, deve ser garantido a ele o direito de recebimento da incapacidade permanente.

Geralmente, de início, o INSS concede o auxílio-doença, pois é necessário algum tempo até se confirmar que não haverá recuperação do segurado para o retorno às suas atividades. Persistindo a situação da doença incapacitante, o INSS não terá outra opção senão converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez.

Vale registrar também que, após a Reforma da Previdência em 2019, este benefício agora é chamado de Aposentadoria por Incapacidade Permanente.

Consulta advogado previdenciário
Consulta com advogado previdenciário

Quais são os requisitos para receber o benefício?

De início, é importante dizer que este benefício só é possível se o trabalhador tiver contribuído com o INSS, ou seja, estar na qualidade de segurado. Para a aposentadoria por invalidez, são necessárias:

– Ser segurado do INSS;

– 12 contribuições para o INSS;

– Doença incapacitante;

– Afastamento da empresa por 15 dias corridos ou 60 dias intercalados.

Existem exceções quanto ao requisito das 12 contribuições para o INSS são elas: na situação de acidente de trabalho. Se o trabalhador sofrer acidente de trabalho, independente de contribuição ou tempo de trabalho, ele terá direito à aposentadoria por invalidez, seja no primeiro dia de trabalho ou qualquer outro.

A outra exceção às 12 contribuições é quando o trabalhador adquire ou agrava uma das doenças listadas no artigo 151 da Lei n. 8213/91. Se você quiser saber quais doenças são essas, assista também nosso vídeo no youtube sobre esse assunto. Aproveite e siga o nosso canal!

Quais os documentos necessários?

Os documentos necessários para realizar o pedido de aposentadoria por invalidez junto ao INSS são:

  1. Documento oficial com foto;
  2. CPF;
  3. Carteira de Trabalho, carnês de contribuição ou outros que comprovem o pagamento das contribuições para o INSS;
  4. A documentação médica que comprove a causa da doença, o tratamento e o período recomendado para afastamento;
  5. Declaração do empregador, carimbada e assinada, do último dia trabalhado pelo trabalhador;
  6. Preenchimento do requerimento de benefício por incapacidade, se necessário;
  7. Preenchimento do formulário de Comunicação de Acidente de Trabalho – CAT, se o motivo da doença for     acidente de trabalho;
  8. Segurado especial (rural, lavrador e pescador): documentos que comprovem a sua ocupação.

Pedido de Aposentadoria por invalidez

Para fazer o pedido da aposentadoria por invalidez, o trabalhador deve agendar o exame médico pericial através do site da Previdência Social, da Central pelo número 135 ou pelo aplicativo Meu INSS. Primeiro, a perícia irá verificar se há a possibilidade de retorno às atividades laborais. Caso a perícia médica constate incapacidade permanente para o trabalho, sem possibilidade de reabilitação para outra função, a aposentadoria será indicada.

No dia da perícia o trabalhador deverá levar todos os documentos médicos necessários que comprovem a sua doença, com a devida especificação da CID (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde), ou as consequências do acidente de trabalho. A documentação trabalhista como: CTPS e carnês de recolhimento.

O que fazer quando o pedido é negado

Quando o INSS negar o pedido de aposentadoria por invalidez, o trabalhador tem o direito de recorrer administrativamente, dentro do prazo de 30 dias a partir de quando fica sabendo da decisão e o processo deverá ser encaminhado para a Junta de Recursos do Conselho de Recursos da Previdência Social. Para entrar com o Recurso de Benefício Previdenciário é necessário fazer agendamento pelo Portal da Previdência. Atualmente, as agências só trabalham com recursos feitos de forma eletrônica para agilizar o andamento do processo. Essa forma eletrônica ainda permite que o segurado acompanhe todas as etapas do processo de forma virtual.

Existe a possibilidade também de o trabalhador ingressar logo com uma ação judicial junto à Justiça Federal. Nessa situação, a gente pode destacar a atuação de um perito especialista para avaliar o trabalhador. Este perito tem uma atuação especial, pois conhece bem a patologia e as suas consequências para as atividade laborais. Também podemos destacar o fato de que, caso o juiz dê sentença favorável ao trabalhador, este receberá todo o valor retroativo.

Uma característica desse benefício que devemos saber é que existe a possibilidade da aposentadoria por invalidez não se estender para a vida toda. Eventualmente, o INSS pode chamar o trabalhador para fazer uma nova perícia. Caso nessa nova perícia for verificado que o trabalhador melhorou da doença e pode voltar ao ambiente de trabalho, o trabalhador irá perder o benefício.

Após este artigo, leia também nosso conteúdo exclusivo sobre a aposentadoria por invalidez clicando ou apertando aqui.

Como solicitar

Muitos trabalhadores preferem telefonar para o número 135 para agendar a sua perícia e entrega de documentos e pedir a aposentadoria por invalidez, seja porque julga ser mais simples ou mesmo por não ter acesso à internet. É importante entender que para um atendimento eficiente o trabalhador precisa estar com alguns documentos em mãos como:

  1. Número do PIS/PASEP ou NIT;
  2. CNPJ ou CPF do empregador;
  3. CPF e RG pessoal;
  4. Número do benefício, para aqueles que já recebem o auxílio doença e desejam prorrogar ou pedir a aposentadoria por invalidez e;
  5. Papel e caneta para anotar todas as informações que receber do atendente.

Também existe a possibilidade do trabalhador fazer o agendamento pela internet. A vantagem disso é que ele pode fazer isso no conforte de sua casa. O segurado já vai para a agência do INSS sabendo o momento em que será atendido e não pode se atrasar senão terá que remarcar novamente a data. Entre a remarcação e o atendimento o INSS demora, em média, um mês e meio.

Consulta para planejamento de aposentadoria
Planeje sua aposentadoria com um advogado especialista
Conclusão

A aposentadoria por invalidez, atualmente chamada de aposentadoria por incapacidade permanente, é recebido pelo trabalhador em decorrência da incapacidade da pessoa para o trabalho, sem que exista a possibilidade da reabilitação para o exercício do trabalho que lhe garantia a sua subsistência ou em qualquer outra profissão.

Assim, para obtenção do benefício é sempre importante ser acompanhado por uma profissional da área, que vai te ajudar a conseguir um benefício certo e te orientar do que fazer para exigir os seus direitos.

É muito comum ver pessoas que tem direito ao benefício por estarem doentes, mas que não conseguem por falta de orientação, portanto, não meçam esforços e evite sair prejudicado. Um acompanhamento no momento ideal vai te fazer economizar tempo, dinheiro e evitar dores de cabeça.

Nós trabalhamos defendendo o direito de pessoas que tem problemas com o INSS para conseguir a aposentadoria especial e outros benefícios e se você quiser ser acompanhado pela gente entre em contato conosco.

As informações foram úteis para você? Se sim, compartilhe este artigo nas suas redes sociais! Você pode ajudar muitas pessoas que precisam da informação.

E se você quiser continuar recebendo mais conteúdos como o nosso deixe seu e-mail abaixo que vamos te enviar informações sempre que tivermos novidades.

Um abraço e até o próximo post.

 

Inscrever
Notificar
2 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Rackeline
9 meses atrás

Explicações muito clara! obrigada e parabéns!

Telefone com DDD
81998260619

DEIXE DE SER ENGANADO. Receba

GRATUITAMENTE 

informações sobre seus direitos.